Dia de campo na Canoa Mirim

Dia de campo na Canoa Mirim

A Agropecuária Canoa Mirim realizou seu Dia de Campo no ultimo dia 27 de fevereiro, onde mostrou suas lavouras de arroz comerciais, os campos de multiplicação de semente certificadas das cultivares GURI INTA CL e IRGA 424 RI, além de lavouras de soja e milho no sistema sulco/camalhão.

Contamos com a presença de representantes de máquinas e implementos, parceiros comerciais de insumos, clientes, colaboradores e amigos.

Na área de produção comercial de arroz foi mostrado uma lavoura de IRGA 431 CL, variedade lançada pelo IRGA, cultivar de ciclo precoce com alto potencial de produtividade, apresentando resistência aos herbicidas do grupo químico das imidazolinonas, também a toxidez por excesso do ferro no solo.

Nas áreas de multiplicação de sementes certificadas foi mostrada a lavoura de IRGA 424 RI que se encontra em floração, falamos sobre a escolha das áreas para a produção de sementes, com áreas de 10 anos e 6 anos ocupados pela pecuária, áreas extremamente limpas, sem infestação de qualquer espécie indesejável, dando muita segurança aos clientes, pois são áreas sem problemas de plantas daninhas e arroz daninho resistentes.

Foi feito um breve histórico da área de produção de sementes da safra 2018/2019 onde 100% dos campos e 100% dos lotes foram aprovados com ótima germinação e vigor. Para a safra 2020/2021 está reservada uma área com 17 anos de ocupação com pecuária para ser a nossa sementeira de arroz.

Comentamos o investimento em tratamento industrial de sementes e automação na secagem com controle de temperatura tanto na massa de sementes quanto do ar de secagem, tudo para dar melhor qualidade ao processo de produção, do campo até a semente embalada e tratada, para disponibilizar para a semeadura dos campos de produção de arroz da Canoa Mirim e a nossos clientes.

Quanto a lavoura de soja acreditamos que tenha um papel importante na integração dos sistemas lavoura x pecuária. Porém, nossas áreas possuem limitações para uma boa produtividade de cultura, como deficiência em drenagem e ocorrência frequente de estiagens. O sistema sulco/camalhão melhora a drenagem e ao mesmo tempo permite a irrigação, melhorando a sustentabilidade de produção.

A soja em rotação com o arroz traz grandes benefícios como por exemplo, controle de plantas daninhas e arroz daninho, melhorias no solo tanto química quanto física, facilita a implantação de pastagens, possibilitando a implantação da lavoura de arroz sobre a resteva de soja economizando o preparo de solo e agregando rentabilidade a propriedade.

Comentamos também sobre a lavoura de milho, onde foi implantada sobre área de sulco/camalhão, com finalidade de parte da área colher grão e parte, fazer silagem, com utilização na engorda dos animais da propriedade.
Durante a fase reprodutiva foi irrigado por inundação num período de déficit hídrico o que resultou em excelente resultado em produtividade. O milho particularmente é muito sensível a seca sendo a irrigação indispensável para altas produtividades.

Nossas lavouras foram muito elogiadas pelo capricho e limpeza, em relação a plantas invasoras e arroz daninho, graças ao nosso manejo usado pré emergente em todo a área e com outras ferramentas como o uso de tecnologia clearfield, intercalando o plantio do arroz com a soja, fazendo limpeza com rouguing para controlar algum escape de plantas indesejadas, juntamente com o uso de sementes certificadas de excelente qualidade faz com que as áreas fiquem cada vez mais limpas, tornando o sistema de produção mais sustentável.

Últimos Posts

Oportunidade de emprego

Dia das Mães

Oportunidade de emprego

Comente

Clima